Voltar à Agenda

Rosas de Maio — Luísa Sequeira / TEP TMP – Teatro Municipal do Porto

Visitar Sítio Web do evento

Teatro

Rosas de Maio é uma criação rizomática de um processo de investigação sobre Novas Cartas Portuguesas (1972), obra escrita por Maria Velho da Costa, Maria Isabel Barreno e Maria Teresa Horta. Rosas de Maio parte desta obra seminal para tecer dramaturgicamente um conjunto de novos desdobramentos, criando um espetáculo híbrido e polissémico, que oscila entre o documental e a performance em vários tempos. É uma peça que coloca em movimento a própria materialidade do arquivo, que cruza e resgata palavras e ações de mulheres que ao longo da história tiveram os seus discursos censurados, rasgados e apagados pelo regime opressivo e patriarcal.

Luísa Sequeira é realizadora e faz curadoria de cinema. Trabalha em diferentes plataformas, como vídeo, filme e fotografia explorando as interseções do cinema e dos media emergentes. Tem uma especialização em realização de documentários e está a fazer doutoramento em Arte dos Media. Trabalhou na RTP. Destaca Fotograma, um magazine semanal de cinema em língua portuguesa. Desde 2010, é diretora artística do festival Shortcutz Porto e do Super 9 Mobile Film Fest. Recentemente, estreou a primeira longa-metragem documental, Quem é Bárbara Virgínia?, exibido em vários festivais de cinema, como o Festival Internacional de Roterdão, a Mostra de São Paulo e o Doclisboa, vencedor na categoria de documentário do Festival Caminhos do Cinema Português. Realizou e produziu várias curtas, entre elas: Os Cravos e a RochaLa LunaMemóriaSubstantivo FemininoMy Choice. Fez várias instalações audiovisuais para teatro e exposições. Coordenou e realizou o Porto Sem Nó vencedor do Festival Internacional de Televisão do Rio de Janeiro. Realizou o documentário Mulheres no Palco para a RTP. Co-realizou, com Sama, uma série de animação no canal Brasil. Recentemente foi selecionada para a residência de criação Meta Cultural Foundation na Roménia. Neste momento está a realizar Nada a Temer com o artista Sama, sobre a atual situação política e social do Brasil, e a produzir com Luísa Marinho e Ana Luísa Amaral um documentário sobre Novas Cartas Portuguesas.

Quando

11 Novembro 2022, Sexta-feira

19h30

12 Novembro 2022, Sábado

19h30

13 Novembro 2022, Domingo

17h00

Para Quem

Surdos e deficiência auditiva

Jovens (13-17), Adultos, Seniores

Serviços

Língua Gestual Portuguesa