Voltar à Agenda

Válvula António Jorge Gonçalves e Flávio Almada

Visitar Sítio Web do evento

Performance

Por que riscamos as paredes de maneira informal desde há milhares de anos?

Um espetáculo que parte da história do graffiti para nos levar numa viagem com várias perguntas: Por que riscamos as paredes de maneira informal desde há milhares de anos? São esses traços transgressão ou arte? Comunicação ou ocupação? Pode a desobediência ser legítima?

 

O desenhador António Jorge Gonçalves convida o MC e ativista Flávio Almada (LBC Soldjah) para juntos arriscarem respostas. Nesta performance, meio palestra meio concerto de rap/hip hop, o desenho digital, a música e as palavras guiam-nos pelos riscos que caçadores recoletores fizeram nas rochas há 30 mil anos, pelas anotações desenhadas que romanos fizeram nas paredes em Pompeia e pelos murais políticos de há 100 anos, para compreendermos as pinturas a spray que enchem os muros das cidades.

 

No fim de cada apresentação há uma conversa com os artistas para trocar ideias e fazer perguntas.

Informações artísticas

Criação António Jorge Gonçalves e Flávio Almada
Interpretação António Jorge Gonçalves (palavras e desenho digital), LBC Soldjah (palavras e música)
Direção e produção musical RAS M
DJ ERRY G
Espaço cénico António Jorge Gonçalves
Produção Culturproject
Uma encomenda LU.CA – Teatro Luís de Camões

Quando

8 Outubro 2021, Sexta-feira

10h30

9 Outubro 2021, Sábado

16h30

Onde

Lisboa

LU.CA Teatro Luís de Camões

Telefone +351215939107

Email bilheteira@lucateatroluisdecamoes.pt

Para Quem

Surdos e deficiência auditiva

Jovens (13-17)

Serviços

Língua Gestual Portuguesa