Serviços

Os eventos apresentados neste website disponibilizam um ou vários destes serviços:

Audiodescrição

Trata-se de um recurso dirigido a pessoas com deficiência visual (cegas e com baixa visão). É usado em televisão, cinema, teatro, dança, ópera, concertos, artes visuais e visitas a museus e monumentos de todos os tipos. A audiodescrição é um comentário adicional que, através da descrição verbal, procura tornar acessíveis elementos visuais de uma obra ou espaço: linguagem corporal, expressões, movimentos, cenário, figurinos, objectos, etc. No contexto das artes performativas, a pessoa que faz a audiodescrição fala, através de um auricular e durante as pausas naturais de áudio, sobre o que está a acontecer e que não é percetível através da audição. No contexto de visitas a museus e monumentos, e quando realizada ao vivo (porque pode também ser gravada), a audiodescrição antecede a informação geral dada aos visitantes sobre cada obra, objecto ou espaço.

Audiolegendas

No caso de filmes ou espetáculos legendados, as legendas são lidas para o público com deficiência visual.

Guiões com símbolos pictográficos

Um dos métodos de comunicação aumentativa e alternativa (CAA). A CAA é um conjunto de ferramentas e estratégias que uma pessoa utiliza para resolver os desafios de comunicação do quotidiano. Os guiões com símbolos pictográficos são uma forma para pessoas com deficiência intelectual, com dificuldades na expressão oral ou sem expressão oral poderem aceder a conteúdos e comunicar com outras pessoas.

Legendagem

Apresentação por escrito dos diálogos dos filmes, das peças de teatro e de toda a apresentação oral em vídeos e trailers.

Língua Gestual Portuguesa

A língua através da qual grande parte da comunidade surda em Portugal (cerca de 30.000 pessoas) comunica entre si. A LGP é também usada pela comunidade envolvente - familiares de Surdos (a escrita da palavra com maiúscula refere-se à pessoa que fala LGP), educadores, professores, técnicos, entre outros. A expressão "língua gestual" (ao invés de "linguagem gestual") refere-se à língua materna de uma comunidade de Surdos. As línguas gestuais são línguas naturais, que surgem e se desenvolvem naturalmente, como as línguas orais. Esta língua é produzida por movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais e a sua receção é visual. Tem um vocabulário e gramática próprios.

Materiais em Braille

Informação escrita no sistema com pontos em relevo (Braille) que as pessoas com deficiência visual usam para ler pelo tato e escrever.

Materiais tácteis

Desenhos com relevo, impressões 3D e outros objetos que podem ser tocados pelas pessoas com deficiência visual.

Sessões Descontraídas

Sessões de teatro, dança, cinema ou outro tipo de oferta cultural que decorrem numa atmosfera mais descontraída e acolhedora e com regras mais tolerantes no que diz respeito ao movimento e ao barulho na sala. Podem ainda implicar pequenos ajustes num espetáculo (iluminação, som, etc.) e no acolhimento do público, para melhor se adaptarem às suas necessidades. Destinam-se a todas as pessoas e famílias que preferem ou beneficiam de um ambiente mais descontraído num espaço cultural (por exemplo, pessoas com défice de atenção, pessoas com deficiência intelectual, pessoas com condições do espectro autista, pessoas com deficiências sensoriais ou de comunicação). As sessões descontraídas procuram reduzir os níveis de ansiedade e tornar a experiência mais agradável. São uma colaboração entre teatros, equipas artísticas, pais, cuidadores e acompanhantes para que todas as pessoas possam usufruir do mesmo espetáculo. Por essa razão, aconselhamos que sejam seguidas as indicações de faixa etária dos espetáculos.

Neste website existe informação sobre vários tipos de serviços que tornam a programação cultural acessível a pessoas com diferentes necessidades e perfis. No que diz respeito às condições de acesso para pessoas com mobilidade condicionada, conforme definidas pelo Decreto-Lei nº 163/2006, sugerimos a consulta dos websites das próprias entidades. Existem ainda: o portal TUR4All (com informações sobre mais de 200 destinos turísticos), os Diretórios Acessibilidade em Espaços Culturais e Artísticos da ANACED (distritos de Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real, Viseu) e, concretamente para a área de Lisboa, o Guia Lisboa para Todos da Câmara Municipal de Lisboa.